DGAV atualiza mapa do Inseto Vetor do Citrus Greening em Portugal

 Em Notícias

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária actualizou novamente o mapa relativo à presença do inseto vetor da Doença Citrus Greening, bem como a lista de freguesias que integram total ou parcialmente a zona demarcada respeitante a Trioza erytreae.

Saliente-se que os produtores localizados nas zonas infestadas têm a obrigação de realização de tratamentos insecticidas, de poda severa de ramos com Trioza, de destruição por queima ou enterramento do material vegetal atacado e estão proibidos de retirar do local ramos, folhas e pedúnculos, excepto frutos.

É proibido deslocar os citrinos de zonas demarcadas para as zonas livres.

Pode consultar mais sobre as medidas de controlo da doença aqui.

Uma das mais graves doenças dos citrinos

A doença vulgarmente conhecida como Huanglongbing (HLB), ou ainda por Citrus Greening, é uma das mais graves e destrutivas doenças dos citrinos, responsável por sérias quebras de produção em inúmeros países dos continentes africano, asiático e, mais recentemente, também no continente americano. Trata-se de uma doença fatal, para a qual não existe actualmente cura, e, uma vez a planta infectada, produz frutos amargos, rijos, disformes, incomestíveis, acabando por morrer poucos anos após a infeção, refere o Plano.

Fonte: DGAV / Agricultura e Mar Actual.

Deixe o seu comentário

Comece a escrever e pressione "Enter" para mostrar os resultados

UE autoriza três novas variedades de soja geneticamente modificadaProcesso de Internacionalização da TERRAPRO chega ao Chile