OpenPD: consultor agrícola gratuito em forma de “App”

 Em Marketing & Comunicação

O OpenPD é uma aplicação móvel que pretende reduzir custos e tempo aos agricultores, através do rápido aconselhamento para a resolução de problemas que ocorrem na exploração agrícola gerados por pragas e doenças. A partilha de conhecimento é o conceito base desta solução inovadora.

O OpenPD é uma aplicação móvel financiada pela União Europeia, de origem portuguesa, distribuída em modelo freemium (modelo que prevê a oferta dos serviços base disponibilizados gratuitamente, e com opções pagas por serviços adicionais) que visa acelerar a identificação de pragas e doenças nas plantas através de uma comunidade, cuja partilha ativa de conteúdos e diagnósticos permite aproximar os seus membros de profissionais da agricultura com o objetivo comum de promover a identificação de pragas e doenças das culturas. Em última análise, evitam-se perdas económicas e, através de um sistema de alerta, surtos significativos de pragas e doenças.

A quem se destina?

Destina-se, essencialmente, a agricultores, a profissionais das empresas de fitofármacos e das organizações de produtores e à comunidade académica, através dos investigadores e professores. De fácil utilização, baseia-se num modelo de comunidade digital aberta e aprendizagem entre pares, apoiado pelo Programa Quadro da União Europeia para Tecnologias de Comunicação e Informação (ICT) e pelo desenvolvimento interno da EspiralPixel. Esta aplicação promove, fundamentalmente, a entreajuda e comunicação entre os agentes do setor – agricultores, consultores e investigadores.

Como funciona?

Pode ser, genericamente, descrito em 3 passos simples:

  1. O utilizador tira ou carrega uma fotografia, através do seu smartphone, da parte da planta afetada por uma praga e/ou doença. Fotografias a cores, limpas (focadas, sem ruído) e de boa resolução são uma mais valia para a sua utilização posterior, neste contexto.
  2. O utilizador descreve o problema com que se está a deparar, baseado nas fotografias e na sua própria observação das condições locais. Uma descrição detalhada e clara, aumentará a rapidez e objetividade da comunidade para responder a este problema.
  3. A comunidade ajuda o utilizador na identificação da praga e/ou doença, gerando uma discussão, requisitando informação mais detalhada ou convidando outros utilizadores a participarem.

Já está disponível?

Sim, mas ainda numa fase de protótipo: “a aplicação encontra-se em fase de validação do protótipo, estando o site do OpenPD online e disponível para todos os que se queiram registar, contando com cerca de 700 subscrições”, afirma a responsável Isabel Araújo, da Espiral Pixel.

Nesta fase, foi lançada uma versão da aplicação que está disponível para ser descarregada de forma gratuita, na Google Play Store. Ainda segundo a responsável, “também se estão a promover testes de usabilidade, junto de um painel de utilizadores que se disponibilizaram para realizar os mesmos, fazendo-se depois um resumo das sugestões de melhoria a incrementar na versão final da app”.

plant-pest-and-diseases-openpd-37166d-h900Para além do conhecimento divulgado pelos utilizadores, a OpenPD incluirá na sua base de dados um base de conhecimento que inclui as pragas e doenças mais comuns de cada cultura ou grupo de culturas.

Na base deste projeto, está a equipa multidisciplinar (Agronomia, Informática e Agroindústria) da EspiralPixel, especializada em desenvolvimento de software, com foco em aplicações web e móveis (Android e iOS), desenvolvimento em e-commerce, aplicações baseadas em comunidades com um toque de processamento/ análise de dados e uma pitada de informação geográfica.

O OpenPD é um projeto português selecionado para desenvolvimento, ao abrigo da FI-PPP (Future Internet Public-Private Partnership), estabelecida entre a Comissão Europeia e vários gigantes mundiais da tecnologia para o desenvolvimento da Internet do Futuro, envolvendo um investimento conjunto de 90 milhões de euros.

De um conjunto alargado de candidaturas, o OpenPD foi considerado relevante na linha do Agrobusiness, principalmente pela introdução da componente de Open Community, tendo sido selecionado para financiamento através do hub tecnológico SmartAgriFood, o qual tem por objetivo tornar a cadeia de valor alimentar mais inteligente.

Links úteis:
http://www.openpd.eu/
https://www.fi-ppp.eu/
http://www.smartagrifood.com/

Deixe o seu comentário

Comece a escrever e pressione "Enter" para mostrar os resultados

Newsletter vs Facebook