PAC adiada para depois do Brexit e das Eleições Europeias

 Em Notícias

O Conselho Europeu anunciou o adiamento das decisões sobre o Quadro Financeiro Plurianual para o final de 2019, o que vai empurrar as decisões sobre a PAC pós-2020 para depois da saída do Reino Unido, em Março, e para depois das eleições europeias, que se realizam em Maio de 2019.

De acordo com a informação divulgada pela Euronews, a negociação técnica da PAC vai continuar, mas sem conhecer a verba prevista para a política agrícola europeia.

Consultado à margem da Reunião, o ministro da Agricultura defendeu que “para o país, não interessa o momento da decisão, interessa é que quando a decisão for tomada, esta seja boa”.

No entanto, Capoulas Santos não deixou de salientar que “o adiamento pode comportar vantagens ou pode comportar riscos”, considerando que os objetivos de Portugal são melhorar ainda mais o primeiro pilar, consolidar a manutenção do POSEI (fundos para as regiões ultraperiféricas, como Açores e Madeira), aumentar a dotação financeira do segundo pilar e reduzir a taxa de co-financiamento nacional.

“O principal risco, na minha opinião, é o facto de decorrer já num novo quadro político pós-eleições europeias que não sabemos qual é do ponto de vista da correlação de forças no Parlamento. O que os chefes de Estado decidiram é que seja a atual Comissão a tomar a posição”, declarou o ministro da Agricultura.

Fonte: link https://www.cap.pt/noticias-cap/politica-agricola/pac-adiada-para-depois-do-brexit-e-das-eleicoes-europeias

Notícias Recentes

Deixe o seu comentário

Comece a escrever e pressione "Enter" para mostrar os resultados

Rendimento da atividade agrícola deve aumentar 0,6% em 2018UE quer apostar nos fertilizantes orgânicos e reciclados