Portugal: de importador para 4º exportador mundial de azeite

 Em Notícias

Com a entrada em produção dos novos olivais, sobretudo no Alqueva, estima-se que a produção de azeite em Portugal possa atingir, até 2020, as 120.000 toneladas.

De acordo com o Público, na última década, Portugal quadruplicou a produção de azeite e triplicou o volume de exportações. Estes dados representam “um excedente da balança comercial no valor de 170 milhões de euros em 2016”, salientou Luís Vieira, secretário de Estado da Agricultura, na sessão de abertura do Congresso Nacional do Azeite, que se realizou recentemente em Valpaços.

O país passou de importador líquido, com um deficit de 50 milhões de euros em 2008, para um excedente da balança comercial. “O valor global da exportação de azeite em 2016 atingiu os 434 milhões de euros”, anunciou o governante. Em 2016, Portugal passou a ser o sétimo produtor mundial de azeite e o quarto país exportador mundial de azeite.

De acordo com Luís Vieira, o caminho para alcançar a posição atual de deve “à conjugação de um conjunto de fatores que mudaram o panorama do sector”, entre os quais as novas áreas de regadio, sobretudo na região de Alqueva, o investimento em pomares modernos e o perfil tecnológico elevado das estruturas produtivas.

Ler aqui.

Deixe o seu comentário

Comece a escrever e pressione "Enter" para mostrar os resultados