Syngenta compromete-se a erradicar malária até 2040

 Em Notícias

A Syngenta anunciou, na reunião dos chefes de Governo da Commonwealth, realizada em Londres a 18 de Abril, o seu compromisso em apoiar a investigação, desenvolvimento e fornecimento de produtos inovadores para erradicar a malária até 2040. O Dia Mundial de Luta contra a Malária é assinalado a 25 de Abril de 2018 pela ONU.

Este compromisso foi assumido pela Syngenta e por outras empresas líderes mundiais na área da Proteção das Plantas (BASF, Bayer, Mitsui Chemicals e Sumitomo Chemical Company), que têm estado na origem do desenvolvimento de soluções inovadoras para controlo do mosquito vetor da malária, como redes de proteção impregnadas com inseticida e inseticidas para aplicação no interior das paredes das casas. Desde o ano 2000, 4 em cada 5 casos de malária foram evitados através destas tecnologias, salvando milhões de vidas.

A Syngenta revelou que está a desenvolver um inseticida com um novo modo de ação para resolver a questão da resistência dos mosquitos transmissores da malária aos inseticidas atuais, problema que tem dificultado o controlo da doença. A investigação está a ser levada a cabo em estreita colaboração com a Fundação Bill & Melinda Gates e o IVCC (Innovative Vector Control Consortium), um consórcio internacional que reúne investigadores públicos e privados cujo objetivo é encontrar soluções para erradicar a malária.

216 milhões de casos de malária em 2016

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que em 2016 se tenham registado 216 milhões de casos de malária, em cerca de 90 países. Esta doença infecciosa mata por ano 445.000 pessoas, muitas das quais são pequenos agricultores. Os estudos indicam que quando um pequeno agricultor é infetado por esta doença o seu rendimento baixa até 50%.
Para resolver a questão da resistência dos mosquitos aos inseticidas, a Syngenta e o IVCC lançaram no mercado o inseticida ACTELLIC® 300CS, que foi formalmente recomendado pela OMS em 2013. Desde então este produto ajudou a proteger 34 milhões de pessoas em 14 países no continente africano.

«Com o ACTELLIC® 300CS estamos a conseguir resultados significativos, mas temos noção de que são precisas novas soluções para um controlo sustentável do vetor da malária. O nosso esforço conjunto com o IVCC visa descobrir e desenvolver essas soluções, que podem ajudar a melhorar a saúde pública em regiões onde a população vive a ameaça diária desta doença, e erradicar a malária até 2040», afirmou Erik Fyrwald, CEO da Syngenta.

Deixe o seu comentário

Comece a escrever e pressione "Enter" para mostrar os resultados