TERRAPRO lidera Grupo Operacional dedicado ao regadio de precisão

 Em Notícias

O projeto nacional para o desenvolvimento de tecnologias de regadio de precisão conta ainda com a participação da Universidade de Évora, quatro explorações agrícolas e uma associação de beneficiários.

Um dos principais objetivos do projeto passa por integrar e analisar num único sistema todas as “camadas” de informação sobre a exploração agrícola, desde os mapas de condutividade elétrica aparente do solo, aos mapas de produtividade e mapas de vigor vegetativo (NDVI), para assim decidir qual a distribuição mais eficiente da rega em cada pivot.

Para além da forte aposta nos serviços de consultoria técnica especializada, a TERRAPRO mantém um constante foco em soluções inovadoras e novas tecnologias que ajudem a responder a problemas concretos da produção ou revelem oportunidades em áreas prioritárias para o setor agrícola.

Foi neste contexto que a TERRAPRO se candidatou, em parceria com agricultores e entidades científicas, aos Grupos Operacionais (GO) do PDR 2020. Estas iniciativas têm como objetivo apoiar a inovação no setor agrícola nacional no quadro da Parceria Europeia para a Inovação (PEI) visando a produtividade e sustentabilidade agrícola.

A TERRAPRO assume a liderança do projeto 032161 – Regadio de Precisão, dedicado à implementação de um sistema de rega diferenciada no pivot.

Regadio de Precisão

O projeto resulta da parceria estabelecida com a Universidade de Évora, a Associação de Beneficiários da Obra da Vigia e 4 explorações agrícolas de regadio com áreas no Ribatejo e Alentejo, nomeadamente a Mencoca Agricultura Lda; Pereira Palha Agricultura Lda; Muita Farinha – Atividades Agrícolas Lda. e Raízes Verticais – Exploração Agrícola, Lda.

Integrar num único sistema todas as “camadas” de informação sobre a exploração agrícola, desde os mapas de condutividade elétrica aparente do solo, aos mapas de produtividades e mapas de vigor vegetativo (NDVI) é um dos principais objetivos do projeto.

Pretende-se que este sistema integrado sirva de base à atuação de um sistema de rega diferenciada por setores (“fatias de queijo”), de acordo com a heterogeneidade encontrada no pivot.

O consórcio promove assim, a melhoria da eficiência de rega e aplicação de outros fatores de produção e a contribui para o aumento da sustentabilidade e competitividade da atividade agrícola em regadio, quer através da diminuição nos custos de produção, quer através do aumento da produção.

Ao conservar os recursos naturais associados à agricultura, é possível alargar os potenciais de resposta do ecossistema a situações limite e desta forma garantir a sua longevidade e resiliência.

 

 

 

Deixe o seu comentário

Comece a escrever e pressione "Enter" para mostrar os resultados