Empresa revoluciona venda de ananás com máquina de fatiar self-service

 In Notícias

Empresa holandesa desenvolveu máquina de fatiar self-service, que permite aos clientes de supermercados fatiar o ananás e levá-los para casa cortados e embalados.

A Dutch Food Technology adiantou ao Fresh Fruit Portal que a ideia para este equipamento, batizado de Piñabar, surgiu há cerca de quatro anos, quando foram desafiados por um retalhista para desenvolver esta tecnologia, que foi aperfeiçoada ao longo do tempo.

“O primeiro protótipo não era muito apelativo para os clientes, e levava 20 segundos a fatiar o ananás. Atualmente, a máquina é mais compacta, atraente, e leva apenas 10 segundos a cortar a fruta.”, afirma o gestor de vendas Michel van Keeken.

Aumentar 6 vezes as vendas de Ananás

Desde que o produto foi lançado, a empresa afirma que os supermercados com o equipamento registaram um aumento significativo nas vendas de ananás.

Em Espanha, a Dutch Food Technologia levou a cabo um estudo de mercado com o hipermercado Carrefour, e verificou que as vendas de ananás aumentaram 85%. A empresa estima que, juntamente com ações de marketing, as vendas de ananás possam aumentar até 6 vezes.

“O Carrefour conseguiu vender mais 10.000 ananases, em apenas uma loja, graças à nossa máquina”, afirmou o gestor de vendas da Dutch Food Technology, acrescentando que o distribuidor encomendou mais 10 máquinas Piñabar para este ano.

Num outro teste de mercado, a cadeia alemã de supermercados Edeka registou um aumento de vendas médio semanal de 80 para 400 ananases.
A empresa acrescenta ainda que as máquinas permitem oferecer uma experiência diferente aos clientes, que podem escolher a sua própria fruta e colocá-la eles mesmo na Piñabar.

A Edeka tem um acordo de exclusividade com a Duth Food Technology para usar a máquina na Alemanha, e um acordo similar foi alcançado para os EUA, com a empresa produtora de ananás Chestnut Hill Farms, que irá comercializar a máquina juntamente com a fruta.

“Eu creio que este modelo é muito interessante para os produtos, dado que a máquina os irá certamente ajudar a vender mais fruta. Será benéfico para eles, para os clientes e para nós”, afirma o gestor de vendas.
“Nós esperamos que no próximo ano se registe uma explosão de vendas. Acreditamos que desenvolvemos uma máquina revolucionária, que já demonstrou excelentes resultados”.

Para já, a máquina está presente nos EUA, Espanha, Holanda, Finlândia e Austrália.

Ler aqui.

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search

Processo de certificação biológica vai ter benefícios fiscaisUE devolve €6,7 milhões a agricultores portugueses