Produção e Comercialização de Kiwi

 Em Artigos Técnicos & Comerciais, Fruticultura

O kiwi é uma cultura bastante presente em Portugal. Cada vez mais agricultores apostam na produção de kiwi, principalmente por ser uma cultura que se adapta – na generalidade – bastante bem em Portugal.

O facto de ser um fruto que Portugal não produz em quantidade suficiente para satisfazer a procura interna também torna a cultura mais aliciante.

A planta

A planta para produção de kiwi chama-se actinídea. Originária da China, foi na Nova Zelândia que foram conseguidas as mais antigas variedades comerciais deste fruto, aliás kiwi é também o nome do pássaro símbolo da Nova Zelândia. Os neozelandeses foram os responsáveis pela sua divulgação e disseminação a nível mundial. Nos dias de hoje, a China é o primeiro produtor mundial, seguindo-se a Itália, o terceiro lugar pertence à Nova Zelândia. O Chile a e Grécia ocupam o 4º e 5ª posto, respetivamente. Na Europa após a Itália e Grécia, está a França, Portugal e depois Espanha.

Produção

Na produção de kiwi, em termos gerais, é necessário plantas machos e fêmeas para garantir a polinização. Uma planta macho é geralmente suficiente para 5-6 fêmeas.
Mais recentemente, foram introduzidas algumas variedades de kiwi que são auto-polinizadoras, eliminando esta regra, mas geralmente a opção recai sobre o Hayward, variedade mais comum no cultivo do kiwi em Portugal.
Para plantar kiwi deve cavar bem o solo e adicionar estrume na época da plantação.
A planta de kiwi impõe uma estrutura de apoio, que normalmente se caracteriza por ser em pérgola ou cruzeta.

Pérgola

A pérgola é um sistema de produção de kiwi que, normalmente, gera maior produtividade por hectare. Porém, obriga a mais mão de obra que a cruzeta, devido ao maior número de horas de trabalho em podas verdes, durante o verão, para controlar o ensombramento e providenciar melhor arejamento dos frutos e da planta.

Cruzeta

Por outro lado, a utilização do sistema em cruzeta gera menor produtividade que o sistema de em pérgola na produção de kiwi, porém, os frutos são de melhor qualidade, devido à melhor iluminação e arejamento da planta e dos frutos, exigindo também menos mão de obra para as podas verdes durante o verão.

Plantação

Ao efetuar a plantação, é necessário ter em conta o crescimento considerável da planta. Assim, deve ser considerado um espaçamento entre as plantas de kiwi, aproximadamente de 3 em 3 metros. Geralmente deve procurar ter uma vinha macho pelo menos a cerca de 6 metros de distância para garantir uma adequada polinização. Pode usar um sistema de suporte semelhante ao da vinha para uvas.
Na plantação do kiwi, para o melhor crescimento, não é aconselhável plantar junto a um poste ou pau vertical, mas antes a um arame vertical ligado ao sistema de suporte. Ao utilizar o arame, evita-se que a planta enrole durante o crescimento, promovendo um crescimento vertical tendencialmente linear.

COMPO EXPERT – Soluções de fertilização para a cultura do kiwi.

Solo

O solo ideal para plantar kiwi Hayward deve ter um pH entre 5,5 e 6.
Com um solo fértil e bem adubado no momento da plantação, não deverá precisar de acrescentar grandes produtos ao solo. Antes da plantação pode reforçar os níveis de azoto em 10-12 gramas por planta por mês (de maio a julho – 3 meses), numa área circular à volta da mesma. No ano seguinte ao da plantação, poderá colocar o dobro da quantidade de azoto por planta por mês (de abril a julho – 4 meses). Nos dois anos seguintes – 3º e 4º – pode adicionar 80 a 110 gramas por planta em meses alternados desde março a julho. A planta de kiwi gosta de fósforo e potássio, pelo que ao testar o seu solo é importante verificar se tem boas quantidades destes nutrientes, caso contrário deverá efetuar um reforço.

Exposição Solar

É importante escolher um local com boa exposição solar e, que, idealmente, tenha alguma sombra ao fim da tarde. Ajudará também que o terreno tenha alguma inclinação para garantir uma drenagem adequada da água do solo, evitando assim o excesso de água na raiz da planta, que pode ser muito prejudicial na cultura do kiwi.

Variedades de kiwi

A variedade predominante na cultura do kiwi é a Hayward. Frutos de polpa verde, com pelos no exterior da epiderme. Nos últimos anos há a introdução em cultura dos kiwis de polpa amarela, mais doces, menos ácidos que os frutos de polpa verde, destinam-se a segmentos de mercado que por norma não consomem kiwis, consumidores que não se ajustaram ao gosto do kiwi tradicional. As variedades de kiwi amarelo são variedades protegidas, produzidas em regime de clube, sob contrato de royalties e de comercialização exclusiva com determinada organização de produtores ou operador comercial.

PSA – Cancro bacteriano do kiwi

Uma das principais pragas que afeta a cultura do kiwi a nível mundial é o cancro do kiwi (causado pela bactéria PSA), uma doença endémica que tem forte impacto na produção, causando a debilidade e morte das plantas.
As variedades de polpa amarela, mais recentes no mercado, são também as mais suscetíveis a esta bactéria, estimando-se que 77% da área de pomar de kiwi amarelo na Nova Zelândia esteja afetada pela PSA. Em Itália (2º produtor mundial com 532.000 ton), os prejuízos diretos registados nos últimos anos ascendem a 2 milhões de euros
O combate à PSA exige estratégias integradas de gestão dos pomares e novas técnicas de condução, nomeadamente, a cobertura dos pomares com redes ou plástico, a redução da quantidade de material lenhoso no pomar, de modo a favorecer a maior e melhor circulação de ar, a retirada de folhas mortas e lenha de poda do pomar, a desinfeção das tesouras de poda, a pulverização com produtos à base de cobre antes e depois da poda, a nutrição adequada das plantas com cálcio, boro e ferro, entre outras medidas.
Os agentes do setor alertam para a importância de cada país criar modelos de previsão de aparecimento da PSA ajustados às suas condições edafoclimáticas. Por outro lado, no campo da genética, a Nova Zelândia, a Itália e a China estão a trabalhar em programas de obtenção e melhoramento de variedades de kiwi resistentes ao cancro bacteriano.

Produção de kiwi em Portugal

Em Portugal, a produção de kiwi predomina na Região Norte, Minho e Douro Litoral e na região Centro – na Beira Litoral, com maior predominância na região da Bairrada. A actinídea procura regiões com alta humidade relativa no ar, invernos com pelo menos 500 h de temperatura abaixo de 7.ºC entre novembro e março (inclusive) baixa incidência de geadas no mês de abril, verões não muito quentes, disponibilidade de água para rega (7000-10000 m3/ha/ano) e ausência ou baixa incidência de geadas no mês de novembro. Os solos devem ser bem drenados, com níveis freáticos profundos no inverno, prefere solo com pH ligeiramente ácido, embora se possa cultivar em solos alcalinos, medianamente férteis, embora se possa corrigir com a aplicação de fertilizantes em falta, sobretudo na implantação e complementarmente durante a fase de exploração do pomar.

Colheita e Armazenamento

É possível obter fruta no segundo ano, embora o 3º ano seja mais comum, com a planta a atingir a maturidade ao fim de 6 anos. Uma vinha de kiwi bem tratada pode atingir produtividades de 45kg por planta em pleno estado de maturidade e a planta pode durar algumas décadas.
Uma grande vantagem do kiwi é o seu elevado tempo de conservação após ser colhido, desde que esteja num ambiente seco e de baixa temperatura. Por este motivo, há mais tempo para o produtor conseguir organizar a venda da fruta que produziu, algo que não acontece em muitas culturas.

kiwi_prod_2

Comercialização

Nos últimos anos, Portugal tem vindo a aumentar a área de produção de kiwi, sendo cada vez maior a quantidade de variedades de kiwi de polpa amarela e variedades arguta (baby kiwi).
A área total é estimada em 2.800 hectares e a produção ronda as 32.000 toneladas, das quais cerca de 15.000 toneladas são exportadas para Espanha, Brasil, Marrocos e Reino Unido. Espanha, por seu turno, tem 1.384 hectares de pomares e uma produção de 20.884 toneladas, sendo a Galiza a principal região produtora de kiwi, seguida do Pais Basco e de Aragão.

Expectativa pelo interesse chinês na cultura

A China é o maior produtor mundial de kiwi (1,3 milhões de toneladas), com mais de metade do volume total mundial, e é também um importador muito relevante (as suas importações cresceram de 2.975 ton, em 2003, para 90.178 ton, em 2015). Segundo a análise dos especialistas, o que ocorrer na China nos próximos anos relativamente à produção de kiwi influenciará o mercado global.
Caso a China opte por começar a exportar kiwi, os países exportadores do Hemisfério Norte serão fortemente afetados.

Para mais informações:

Kiwi: da produção à comercialização. Maria Dulce Antunes, Universidade do Algarve.

– DRAPC – Estratégias Estratégicas – Frutos Frescos – Kiwi.

– “El Cultivo del kiwi” – infoagro.

Kiwicultura – Espaço Visual.

Notícias Recentes

Deixe o seu comentário

Comece a escrever e pressione "Enter" para mostrar os resultados

Produção e Comercialização de MirtiloO cultivo do limão: plantação, fertilização, poda, comercialização