Projeto Biovexo é a grande aposta contra a Xylella fastidiosa

 In Notícias

A Universidade de Sevilha lançou um projeto financiado pela União Europeia, em 6,6 milhões de euros, com o objetivo de estabelecer, selecionar e validar biopesticidas sustentáveis ​​e de alto desempenho que se mostraram eficazes contra a bactéria patogênica da Xylella fastidiosa.

O projeto Biovexo, do qual participam pesquisadores da área de Toxicologia da Universidade de Sevilla, liderados pelo Dr. Angeles Jos, procura encontrar um método eficaz de combate a esta bactéria, que ameaça destruir olivais e amendoeiras por toda a Europa.

Perante o apoio monetário, a universidade informou que, desde 2013, a expansão da Xyella fastidiosa aumentou rapidamente em Espanha e na Itália, isto devido à sua transmissão por um inseto vetor. Este patógeno danifica seriamente e frequentemente destrói o olival em poucos anos, produzindo a chamada síndrome do declínio rápido da azeitona (OQDS).

O projeto Biovexo visa eliminar a doença a longo prazo e introduzir medidas de gestão viáveis ​​do ponto de vista económico e ambiental. Este irá estabelec um conjunto de biopesticidas (cepas bacterianas, metabólitos microbianos, extratos de plantas, fungos entomopatogênicos) que, em conjunto, terão como alvo direto a bactéria e também vão atuar no inseto vetor transmissor de doenças.

Esses produtos serão testados antes da sua introdução no mercado e suas as propriedades preventivas e curativas serão examinadas. Serão ainda realizadas validações de campo em pequena escala durante o projeto e com as formulações mais promissoras. Estudos-piloto em grande escala e avaliações reais serão realizados em Apúlia (Itália) e Maiorca.

Da mesma forma, será feita uma avaliação de sua toxicidade e sustentabilidade, avaliando os produtos em relação ao seu potencial económico, conformidade regulatória e adequação para produção em escala industrial.

Artigo por: Agronegocios

Recommended Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search

Vinhos do Alentejo